top of page

Como as tecnologias ajudam a ter mais informações – e segurança – sobre os alimentos que consumimos?

Produtores e comerciantes têm como fortalecer a confiança, segurança e o valor da marca para os clientes com o uso de blockchain.




No mundo, cerca de 80% dos azeites extra-virgem oferecidos aos consumidores são fraudulentos. Entre os vinhos premium, 20% são falsos. Os dados são assustadores. Ainda mais no momento em que se registra o crescimento do consumo destes dois produtos em todo o mundo. Aumentar a segurança para quem compra é um desafio cada vez mais importante diante da margem de erro a que está exposto quem prioriza a qualidade acima de tudo.


O mercado vive hoje um grande desafio em relação aos produtos obtidos com o plantio da oliva e da uva, entre outros tantos que chegam na mesa das pessoas. A demanda maior reflete a conscientização crescente dos consumidores sobre a importância da qualidade dos produtos. O que também está em jogo é a confiança em relação às marcas e processos utilizados dos fornecedores dos produtos e serviços.


DESAFIO


Regiões como a América Latina e Ásia registram crescimento da demanda por azeite de oliva extra-virgem. Porém, diante da diversidade de marcas e da grande quantidade de produtos de origem duvidosa, além da crescente exigência de produtos saudáveis e comprometidos com a sustentabilidade.

O consumidor tende a desconfiar da qualidade dos azeites disponíveis no mercado que não ofereçam informações corretas, comprometidas com as suas demandas. Então, conquistar a confiança e ganhar credibilidade são fatores exigíveis para que fornecedores garantam a diferenciação e a preferência dos consumidores.


Os produtores preocupados em manter a qualidade dos produtos convivem, hoje, com perguntas essenciais sobre o futuro: “como provar que o azeite é um produto extra-virgem?” e “como conquistar maior confiança dos consumidores e agregar mais valor a marca?”. Para estas perguntas, a melhor resposta tecnológica está sintetizada em recursos de blockchain, integrados com inteligência artificial, machine learning e inteligência de negócios (BI).


A abordagem

Ampliar ao máximo possível a oferta de informações relevantes de todas as etapas do processo de produção. Desde a plantação, o envasamento e a comercialização dos produtos para que o consumidor esteja no controle e tenha segurança quanto a origem e qualidade do azeite. Com blockchain os dados são imutáveis e não hackeáveis, além de possibilitar o monitoramento de ponta a ponta da cadeia de produção.


O processo de inserção na blockchain

O produtor loga na Plataforma Discovery Chain, que fica na nuvem (cloud) e insere os dados relevantes do processo como:


  • Plantio e cultivo

  • Colheita

  • Prensa, moenda, batedura e extração

  • Fabricação - produto final

  • Logística

  • Comercialização


Os dados são inseridos manualmente, através de outras fontes de Big Data, de fontes externas de verificação/fiscalização ou mesmo de IoT (fonte de captação e transmissão de dados).



A verificação do que está no vidro


O cliente e todos os atores envolvidos na cadeia podem escanear com o celular o QR code que está na embalagem do produto. Em seguida, se pode saber os dados sobre a procedência e processo de produção, garantindo que se trata de um azeite extra virgem. Além da informação, o cliente ainda pode interagir diretamente dando feedback para o produtor.


Escaneie abaixo para conhecer mais:


Ganhos do produtor

  • O produtor passa a ter como garantir a procedência

  • Passa a ter controle de informações sobre toda a cadeia produtiva

  • Assegura padrões de produção e de negociação

  • Reduz riscos envolvidos em fiscalização

  • Conquista confiança e fidelidade do consumidor



Ganhos do consumidor

  • Tem acesso a produtos de qualidade e garantia de origem do produto

  • Informações nutricionais, como gorduras, carboidratos, proteínas, sal e vitamina E

  • Conhecimento sobre o processo de produção da fazenda à mesa

  • Reduz as incertezas diante da oferta variada de produtos

  • Reconhece valor ao seu investimento em um produto premium

112 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

A arrogância do saber naufraga a transformação digital

Se você é uma empresa pequena ou média, normalmente você não tem no seu quadro de pessoal um contador e um advogado, não é mesmo? E por que? Por que você reconhece que eles fazem um trabalho complexo,

Comments


bottom of page