top of page

O que você precisa saber sobre a Inteligência Artificial

Inovação dominada por poucas e grandes corporações até pouco tempo atrás, o uso de soluções baseadas em Inteligência Artificial (IA) avança no mercado com um crescimento exponencial. O momento é propício para a realização de investimentos por empresas de todos os portes. E com os mais variados objetivos, desde aprimorar a gestão interna dos negócios até ampliar o conhecimento sobre os mercados, com o uso de novas ferramentas de análise.

O que é a Inteligência artificial (IA)?



A inteligência artificial é real. Cada vez mais influente, resolvendo problemas simples e complexos a partir de nossos comandos. Ela é a combinação de máquinas e sistemas, trabalhando juntos, para permitir que sistemas informatizados processem dados e informações e gerem conhecimentos estratégicos para pessoas e organizações. A IA ajuda a: melhorar o atendimento ao cliente, aumentar a eficiência, capacitar funcionários, inovar e ampliar as redes de negócios.


Agora, convidamos você a dedicar um tempo e refletir sobre como a inovação ajudará seu negócio a crescer.


Como saber se minha organização está maduras para aplicar a tecnologia de IA?


"Toda corporação será uma empresa de tecnologia." - Esta foi uma das previsões dos futuristas no final do século passado.


A grande maioria das empresas já usa sistemas para gerenciar sua produção. Experimentando a maturidade, as organizações hoje dominam os recursos relacionados à IA. Neste momento, todas as empresas têm à sua disposição o poder do hardware e do software. A maior parte da empresa possui dados e sistemas suficientes para evoluir para plataformas baseadas em IA.


Se por um lado os obstáculos da infraestrutura e de acesso à tecnologia estão maduros, por outro, há necessidade de pessoas capacitadas para pensar e aplicar a IA. A transformação cultural e treinamento tornam-se necessários para acelerar e trazer implementações mais rápidas. Como vocês olham para os problemas que estão vivendo na organização? Você se preocupa com a eficiência? Existe algo que pode ser automatizado com inteligência?


Caso: IA aplicado a Seguradoras


Problema: As fraudes abrangem uma ampla gama de transações impróprias para obter resultados favoráveis ​​das companhias de seguros, desde declaração de incidentes, deturpação de situações e danos de extensão falsa.

Essas práticas acompanham as companhias de seguro desde o seu início, e suas formas evoluíram junto com o desenvolvimento do setor. As seguradoras enfrentam vários dificuldades causadas ​​pelo problema. Por exemplo:

  • a insatisfação do cliente devido à investigação prolongada e pagamentos que ficam atrasados;

  • o custo da investigação e a pressão dos órgãos reguladores de seguros para pagamentos atrasados ​​são altos;

  • e, por fim, os potenciais pagamentos indevidos podem reduzir o lucro das empresas.


Solução: O setor de seguros de saúde está adotando novas tecnologias para lidar com fraudes. A Inteligência Artificial e o Aprendizado de Máquina podem ajudar na detecção e previsão rápidas de alegações de fraude com maior precisão. Isso gera economia para a companhia de seguros e também garante uma melhor experiência do cliente/cx para os não fraudulentos.

Como não devemos aplicar a IA?


Um grande desafio quando se fala em tecnologias exponenciais, como a Inteligência Artificial, também é saber o que não fazer. Há uma grande expectativa no mercado de que tudo possa ser automatizado com tecnologia. E, como consequência, não precisaremos mais de humanos para nada. Não é o caso.


Nós, da DdF, acreditamos que ainda estamos muito longe de uma tecnologia onipresente.

Por exemplo, não pense que dá para automatizar processos com IA para tomar todas as decisões. Pode até parecer uma negligência, podendo causar grandes problemas para a organização.


"Compreender este fato é uma obrigação para elaborar uma estratégia de IA responsável e realmente aplicável! Você não pode ignorar o 'Humano no meio do processo'",
Arian Saddam Hossain, cofundador da DdF.

O que muitas pessoas não sabem é que: processo de solução e automação por meio da IA ​​é um processo por excelência feito por humanos. Assim, é necessário que a automação seja monitorada e ajustada para que mantenha e continue melhorando os padrões de precisão nos processos.


Os principais desafios da aplicação da IA?


São vários os desafios para aplicar a inteligência artificial (IA) nas empresas.


O primeiro ponto em questão, discutido acima, é a maturidade da empresa: sua digitalização de processos e prontidão de dados. Embora muitas empresas tenham dados muitas vezes se encontram dispersos e nem tão prontos para utilizar. É preciso analisar os dados, limpá-los e prepará-los para aplicação da IA. E muitas vezes a empresa não tem esse profissional interno para fazê-lo. Isso porque é preciso profissionais super qualificados em Business, BIg Data e IA para fazê-lo. Sendo a terceirização desses profissionais e da tecnologia uma ótima forma de evoluir rápido.


Outro ponto importante é a mudança na cultura organizacional, que implica em adoção de nova mentalidade das pessoas.É preciso ter pessoas olhando para os problemas com curiosidade e capacidade de explorar como as novas tecnologias ajudam a resolver problemas. Caso contrário, as empresas não se abrirão para a melhoria e inovação. É preciso desenvolver as pessoas para que tenham flexibilidade cognitiva para explorar essas possibilidades e agilidade para implementá-las.


“O que temos visto é que muitas organizações, mesmo trabalhando com inovação, ao implementarem novas soluções, não conseguem pensar em tecnologias exponenciais para mudar o que vem fazendo há tempos. As organizações não são avaliadas como um todo. Essa capacidade limitada de entender problemas gera possibilidades de automação como um remendo e não como um processo de verdadeira transformação da empresa. Utilizam a tecnologia mantendo-se muito restrita e limitada, não extraindo o melhor das possibilidades tecnológicas. Novamente, é o humano que bloqueia o processo de excelência da transformação.”
Júlia Ramalho, Co-Fundadora da DdF.

Todas essas dificuldades podem ser eliminadas com um processo de mudanças em etapas. Mas se a organização não levar isso a sério, nunca chegará a essa maturidade. Continuará fazendo as coisas como sempre fez, ficando para trás no processo de transformação digital.




75 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

A arrogância do saber naufraga a transformação digital

Se você é uma empresa pequena ou média, normalmente você não tem no seu quadro de pessoal um contador e um advogado, não é mesmo? E por que? Por que você reconhece que eles fazem um trabalho complexo,

Comments


bottom of page